5 de Janeiro – Da Doutrina ao Dever

Share

Por isso eu, o prisioneiro no Senhor, peço que vocês vivam de maneira digna da vocação a que foram chamados… (Efésios 4:1).

Não pode haver vida correta sem princípios corretos.

Imagine se alguém dissesse: “Eu tenho um dinheiro extra reservado. Acho que vou doar um valor ao governo”. Isso seria um absurdo, não acha? Mas todos os anos, uma parte dos salários honestos dos trabalhadores preenche o rendimento do governo. Por quê? Não é porque eles são generosos, mas porque há uma lei, uma doutrina que diz que eles precisam fazer isso.

A não ser que as pessoas conheçam o motivo que devem fazer, é improvável que eles se comprometam. Paulo entendeu isso. Ele sempre ensinava a doutrina antes do dever. O “Por isso”, em Efésios 4:1, liga a doutrina dos capítulos 1-3 ao dever dos capítulos 4-6. Doutrina e dever estão inseparavelmente ligados; o dever sempre procede da doutrina. A vida correta é baseada em princípios corretos. Paulo disse à igreja em Colossos: “Por esta razão, também nós, desde o dia em que soubemos disso, não deixamos de orar por vocês e de pedir que transbordem do pleno conhecimento da vontade de Deus, em toda a sabedoria e entendimento espiritual”. (1:9). Para qual propósito? “Para que possamos caminhar de modo digno do Senhor” (v. 10). O conhecimento, a sabedoria e a compreensão espirituais fazem parte da senda de uma vida digna.

Quando os pastores ensinam o dever sem ensinar a doutrina, eles enfraquecem a Palavra de Deus porque eliminaram o motivo. Podem despertar emoções, mas isso não traz compromisso em longo prazo. A responsabilidade do pastor é ensinar a verdade de Deus, e a responsabilidade do ouvinte é obedecê-la.

É claro que a fonte da verdade de Deus é a Sua Palavra: “Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o servo de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra”. (2 Timóteo 3:16-17). Conhecer bem a Bíblia é o meio de nos equiparmos de uma vida justa.

Quando meditamos em nossa senda cristã, evitamos o emocionalismo, o legalismo e nos concentramos em viver o que aprendemos pelo estudo completo e pessoal da Palavra de Deus.

Sugestão para a oração

Se você negligenciou o estudo da Bíblia, confesse isso a Deus e peça-lhe que lhe dê maior desejo de aprender a Sua Palavra.

Leonardo Dâmaso
Leonardo Dâmaso
Mineiro, de Divinópolis. Criador e editor-chefe do Reformados 21. Servo de Cristo, músico, compositor, teólogo, escritor, apologista, tradutor e blogueiro. Faço parte da JET - Junta de Educação Teológica do IRSE - Instituto Reformado Santo Evangelho.