27 de Dezembro – Encontrando Deus

Share

Nós todos ouvimos evangelistas citando Apocalipse: “Eis que eu estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo” (Ap  3:20). Geralmente, o evangelista aplica este texto como um apelo aos não convertidos, dizendo: “Jesus está batendo na porta do seu coração. Se você abrir a porta, ele vai entrar.” No contexto original, entretanto, Jesus dirigiu as suas observações à igreja. Não era um apelo evangelístico.

E daí? O objetivo é que a busca é algo que os incrédulos não fazem por conta própria. O incrédulo não irá procurar. O incrédulo não vai bater. Procurar é coisa dos crentes. Jonathan Edwards disse: “A busca do Reino de Deus é a principal questão da vida cristã”. Procura-se o resultado da fé, não a causa da fé.

Quando somos convertidos em Cristo, usamos a linguagem de descoberta para expressar nossa conversão. Falamos em “encontrar Cristo”. Poderíamos ter um outdoor escrito: “Eu O encontrei”. Essas declarações são verdadeiras. A ironia é esta: uma vez que encontramos Cristo, não é o fim da nossa busca, mas o começo. Normalmente, quando encontramos o que procuramos, isso indica o fim da nossa busca. Mas, quando “encontramos” Cristo, é o início da nossa busca.

A vida cristã começa na conversão; Não termina onde começa. Prossegue. Ela se move da fé para a fé, da graça a graça, da vida a vida. Este movimento de crescimento é estimulado pela busca contínua de Deus.

Na presença de Deus

Na sua caminhada espiritual, você está passando da fé para a fé, da graça para a graça, da vida para a vida? Você está continuamente buscando a Deus?

Passagens para estudo adicional

João 14:23-24; João 15:10

Leonardo Dâmaso
Leonardo Dâmaso
Mineiro, de Divinópolis. Criador e editor-chefe do Reformados 21. Servo de Cristo, músico, compositor, teólogo, escritor, apologista, tradutor e blogueiro. Faço parte da JET - Junta de Educação Teológica do IRSE - Instituto Reformado Santo Evangelho.