21 de Dezembro – Compreendendo a Bondade de Deus

Share

Quando era criança, a primeira oração que aprendi foi algo muito simples. Foi assim: “Deus é grande, Deus é bom”. E agradecermos a Ele pela comida. Naquela época, não percebi que uma única palavra bíblica capturasse as ideias gêmeas da grandeza e da bondade de Deus. A simples palavra é santo.

A primeira forma distinguível da raiz semítica da palavra santo tem o significado de “separação”. Tudo o que era sagrado foi dividido ou separado de todas as outras coisas. Este significado mostrou a diferença entre o ordinário e o extraordinário, entre o comum e incomum, entre o médio e o grande.

Em termos religiosos, a palavra separa Deus de todas as outras coisas para colocá-lo em uma categoria que é sui generis (em uma classe por si mesmo). O Deus Santo é o único que possui a suprema perfeição do Ser. Ele transcende ou está separado de toda a sua criação. Ele é o ser mais majestoso, mais exaltado e mais “terrível”. Uma vez que ele é maravilhoso e admirável em Sua própria essência, a criatura – ao contemplar o Deus santo – responde em admiração por causa de sua grandeza.

Na presença de Deus

Separe um tempo hoje em oração para agradecer pela bondade de Deus na sua vida.

Passagens para estudo adicional

Salmo 31:19; Salmo 86:10; Salmo 92:5

Leonardo Dâmaso
Leonardo Dâmaso
Mineiro, de Divinópolis. Criador e editor-chefe do Reformados 21. Servo de Cristo, músico, compositor, teólogo, escritor, apologista, tradutor e blogueiro. Faço parte da JET - Junta de Educação Teológica do IRSE - Instituto Reformado Santo Evangelho.