Os Crentes no Céu Sabem o Que está Acontecendo na Terra?

Share

Uma das verdades mais gloriosas e reconfortantes na Escritura é a garantia de que, ao deixarmos este corpo, estaremos com o Senhor (2 Coríntios 5:8). Em outras palavras, todos os crentes que morrem passam imediatamente para a presença consciente de Cristo. Lá, eles experimentam um estado desencarnado de completa alegria e prazer, que emana de Jesus e de estarem com ele para a celebração da graça salvadora. Os teólogos chamam isso de “estado intermediário”, porque é uma transição entre a nossa vida agora, nesta terra, e a nossa vida de ressurreição, mais tarde, na terra restaurada.

Todavia, os que estão no céu agora sabem o que está acontecendo na terra? Os santos com Cristo podem ver o progresso da igreja e o governo providencial de Deus sobre as questões da humanidade? Jonathan Edwards diz que sim.

Não há dúvida de que os santos no céu verão o florescimento e a prosperidade da igreja na terra; pois não podem evitar, uma vez que estão com o próprio Rei, em cujo reino está a igreja, o qual administra todos esses assuntos. A família real será mantida na ignorância do sucesso dos assuntos do reino? (Miscellany, pág 529, Yale, 18:71).

O ponto de Edwards é bem argumentado. Se os “mortos em Cristo” estão com Cristo e nunca separados dele, como Ele poderia exercer seu domínio soberano sobre todos os assuntos do mundo e os santos não estarem cientes disso?

Edwards também aponta para o fato de que estaremos com os anjos do céu, aqueles ministros pelos quais o rei administra esses assuntos (Yale, 18:71). Se os anfitriões angélicos estão diretamente envolvidos no ministério providencial de Deus na terra e na igreja, como podemos viver e adorar com eles no céu e não sermos informados sobre o que está acontecendo?

Também devemos nos lembrar de que os santos não estão meramente “no” céu com Cristo. Eles também “reinam com Jesus no mesmo reino; eles se assentam com Cristo no seu trono”. Se a minha leitura de Apocalipse 20:1-6 estiver correta, esta é a essência do chamado reino “milenar” dos santos com Cristo até agora. Durante a chamada era da “Igreja”, os cristãos compartilham da autoridade de Cristo e na supervisão dos assuntos das nações e da igreja.

Devemos também levar em consideração que os santos no céu podem ver o desenrolar dos acontecimentos na terra a partir da perspectiva de Deus. Como Edwards destacou,

Os santos no céu estão sob vantagens infinitamente maiores de ter o prazer de contemplar como o reino de Cristo floresce do que se estivessem aqui na terra. Porquanto eles podem ver e compreender melhor os passos maravilhosos que a sabedoria divina dá em tudo o que é feito, e os fins gloriosos que Ele realiza, e o que a oposição de Satanás resulta, e como ele é confundido e derrubado (Yale, 18:72).

Mas a visão do pecado e a tristeza de nossos amigos e familiares na terra podem diminuir a nossa alegria no céu? Por um lado, podemos ter certeza de que, na presença do Filho de Deus, não haverá lágrimas de tristeza ou qualquer conhecimento adquirido que possa estragar a nossa felicidade. Deus é mais do que capaz de nos permitir ver seus propósitos de tal forma que entenderemos como todas as coisas realmente trabalham juntas para a sua glória e o bem do seu povo (Romanos 8:28). Mais do que isso, Edwards afirma:

Eles [os santos no céu] podem ver a conexão sábia de um evento com o outro, e a bela ordem de todas as coisas que acontecem na igreja em diferentes épocas, que para nós pareceria confuso. Eles verão a glória dos atributos de Deus em suas obras providenciais muito mais claramente do que podemos ver (Yale, 18:72).

Em última análise, não podemos estar absolutamente certos de que os santos no céu agora sabem o que está acontecendo na igreja na terra. Mas parece sensato assumir que eles sabem.

 

 

Autor: Sam Storms

Fonte: Sam Storms

Tradução: Leonardo Dâmaso

Divulgação: Reformados 21

 

 

Reformados 21. Todos os direitos reservados. Você está autorizado a compartilhar os artigos deste site para republicações, desde que informe o autor, tradutor (quando houver) e as fontes principais e intermediárias, inclusive o Reformados 21. Não é permitido a alteração do conteúdo original e a utilização para fins comerciais.

Leonardo Dâmaso
Leonardo Dâmaso

Mineiro, de Divinópolis. Criador e editor-chefe do Reformados 21. Servo de Cristo, músico, compositor, teólogo, escritor, apologista, tradutor e blogueiro. Faço parte da JET – Junta de Educação Teológica do IRSE – Instituto Reformado Santo Evangelho.