9 de Novembro – Suprimindo Expectativas Irreais

Share

Às vezes, todos nós sentimos como se nossas orações não tivessem o poder de sequer penetrar os nossos tetos. Parece que nossas petições são inúteis e Deus permanece impassível ou despreocupado com a nossa súplica fervorosa. Por que esses sentimentos nos perseguem?

Há várias razões pelas quais às vezes nos sentimos frustrados com a oração. Uma delas é que nossas expectativas não são realistas. Isso, talvez mais do que qualquer outro fator, leva a uma frustração na oração. Nós cometemos o erro comum de extrair declarações de Jesus isoladas de outros aspectos bíblicos do ensino na oração e utilizamos essas poucas afirmações fora do seu contexto.

Lemos e ouvimos que Jesus diz que, se dois cristãos concordarem com qualquer coisa e pedirem, será concedido a eles. Jesus fez essa declaração para homens que tinham sido profundamente treinados na arte da oração, homens que já conheciam as qualificações desta questão. Todavia, de modo simplista, interpretamos a afirmação de forma absoluta. Assumimos que a promessa abrange todas as petições concebíveis, sem reserva ou qualificação. Pense nisto: seria difícil encontrar dois cristãos que concordariam que acabar com todas as guerras e conflitos humanos seria uma boa ideia? Obviamente, não. Entretanto, se dois cristãos concordassem em orar pelo fim da guerra e do conflito, Deus responderia a essa petição? Não, a não ser que Ele planejasse revisar o Novo Testamento e ensinar sobre o futuro do conflito humano.

A oração não é mágica. Deus não é um empregado celestial ao nosso alcance, que por um sinal o chamamos para satisfazer os nossos caprichos. Em alguns casos, nossas orações devem envolver o labor da alma e a agonia do coração, como Jesus experimentou no Jardim do Getsêmani. Às vezes, jovens cristãos ficam amargamente desapontados com as orações “sem resposta”, não porque Deus não tenha cumprido as suas promessas, mas porque cristãos bem-intencionados fizeram promessas para Deus que Ele nunca autorizou.

Na presença de Deus

Você tem expectativas irrealistas que explicam orações aparentemente sem resposta? Você está tratando Deus como o seu empregado celestial?

Passagens para estudo adicional

Salmo 102:17-18; Salmo 141:2

Leonardo Dâmaso
Leonardo Dâmaso
Mineiro, de Divinópolis. Criador e editor-chefe do Reformados 21. Servo de Cristo, músico, compositor, teólogo, escritor, apologista, tradutor e blogueiro. Faço parte da JET - Junta de Educação Teológica do IRSE - Instituto Reformado Santo Evangelho.