Sinais Perigosos De Um Namoro Pouco Saudável

Share

Eu imagino que todos nós já vimos namoros darem errado. Todos nós já vimos pessoas se moverem de namoros precipitados e não saudáveis para casamentos turbulentos, difíceis e até mesmo condenados ao fracasso. Como podemos ajudar as pessoas a evitar isso?

Quais são os sinais perigosos de um namoro não saudável? Por muitas vezes, os livros de Lou Priolo foram bastante úteis para mim, e isso provou o caso mais uma vez, com um pequeno folheto que ele escreveu sobre esse assunto. Ele oferece uma longa lista de sinais perigosos, mas eu quero me concentrar em apenas 6 deles, pois são os que eu vejo mais frequentemente.

Persistentes dúvidas sobre o relacionamento. O primeiro sinal de alerta é a existência de dúvidas persistentes sobre o relacionamento. Há muitas razões pelas quais as pessoas podem experimentar dúvidas. Algumas delas podem ser legítimas e outras serem ridículas; a dificuldade está em saber qual é o qual. Priolo adverte: “A Bíblia ensina que, como um seguidor de Jesus Cristo, você não deve avançar até que esteja confiante de que o que você está prestes a fazer não é pecado” (ver Romanos 14:5, 23). Podemos extrair da Bíblia um “princípio divino” que nos adverte para não agirmos até que estejamos confiantes de que não será pecaminoso prosseguir. “Se você não pode prosseguir fazendo o que gostaria de fazer sem ter a fé (a certeza baseada na Escritura) que você pode fazer para a glória de Deus, é melhor esperar até que sua consciência tenha sido informada pela Palavra de Deus”. Se você está tendo dúvidas sérias e persistentes sobre como proceder em direção ao casamento, dedique tempo e esforço para resolver essas dúvidas biblicamente.

Assuntos fora do limite. Outro sinal de alerta de uma relação de um namoro pouco saudável é a existência de assuntos que estão fora de limites. Existem certos assuntos que seu namorado ou namorada se recusa a discutir? Há assuntos que você evita trazer por medo de raiva ou ferir sentimentos? Há, pelo menos, dois sinais de alerta envolvidos em tal situação: “Esses tipos de padrões de pensamento podem indicar uma incapacidade de resolver conflitos biblicamente por parte de seu parceiro ou um desejo desmedido de aprovação da sua parte”. Também pode ser o medo – medo da resposta emocional ou mesmo física da outra pessoa. De qualquer modo, um casamento não pode prosperar onde um casal tem assuntos que permanecem fora dos limites em que a intimidade relacional só pode existir se certos assuntos nunca surgirem. Aprenda a conversar com o seu futuro marido sobre qualquer coisa e se preocupe se os assuntos permanecerem fora dos limites.

Maior intimidade física. Um sinal de alerta muito sério dentro de um namoro é o avanço na intimidade física – intimidade que é apropriada apenas no casamento. É claro que a expectativa cultural é que um casal irá acelerar rapidamente o componente físico de seu relacionamento para terem a certeza de que são sexualmente compatíveis. Só então eles estarão convencidos de que podem ter um casamento saudável. Todavia, a Bíblia oferece muitas e repetidas advertências sobre a intimidade sexual fora do casamento (o que inclui, é claro, a intimidade sexual antes do casamento). Na verdade, 1 Tessalonicenses 4 chega a denominar essa atividade sexual de “defraudar” a outra pessoa, explorando-a para o seu próprio prazer. Esteja preocupado se o seu namorado ou namorada vai pressionar você para acelerar a intimidade. Tome essa falta de autocontrole e de desejo de pureza sexual como sinal de alerta e procure ajuda e o conselho de outros.

Forte oposição da família e dos amigos. É razoável se preocupar com o seu relacionamento se houver oposição de familiares e amigos verdadeiros – especialmente cristãos. A Bíblia, muitas vezes, ensina a importância de procurar e prestar atenção à sabedoria dos outros. Sua sabedoria não é inerrante, mas ainda pode ser valiosa. Eles podem ver coisas que você não enxerga. Eles podem ter a sabedoria e a visão que falta em você. “Na multidão de conselheiros piedosos, há sabedoria. Se as objeções são bíblicas (se houver razões bíblicas válidas para considerar a espera de se casar ou reconsiderar o casamento), espere até que as questões sejam resolvidas antes de prosseguir. Deixe as Escrituras serem o seu guia em todos os assuntos de fé e prática”. Peça ajuda a conselheiros confiáveis ​​sobre seu relacionamento e considere cuidadosamente suas preocupações.

Falta de harmonia espiritual. A Bíblia proíbe que os cristãos se casem com não cristãos; decerto, a harmonia espiritual assegura que o seu futuro marido seja um verdadeiro crente. Eu conversei com muitos maridos e esposas com os corações ofuscados, porque perceberam muito tarde que se casaram com um incrédulo.

Outro tipo de desarmonia espiritual é quando grandes diferenças doutrinárias dividem os cônjuges – questões como desentendimentos sobre os papéis dos maridos e das esposas, ou no caminho que Deus guia o seu povo, seja através da Escritura ou através de outros tipos de revelação. Discuta e decida o que você acredita sobre o batismo infantil e sobre o comparecimento e a participação na igreja. Não há nada mais importante para um namoro do que a comunicação; depois gaste tempo para falar sobre tudo. Fale, ouça e busque a harmonia.

Incapacidade de resolver conflitos. Outro sinal perigoso é a incapacidade de resolver conflitos. Podemos chegar a falar que as duas qualidades essenciais para um cônjuge são uma fé cristã compartilhada e uma capacidade de resolver o conflito no caminho de Deus através da Palavra de Deus. Se esses estiverem no lugar, o restante pode seguir. “A diferença entre um bom casamento e um casamento ruim não é necessariamente que, no primeiro, há pouco ou nenhum conflito, e, no último, há muito conflito. A diferença é que em um bom casamento, os conflitos são resolvidos biblicamente, rapidamente e com um mínimo de pecado”. Você terá conflitos e deve aprender a resolvê-los de maneira saudável. Você também precisa entender que o conflito não é necessariamente ruim, e, de fato, muitas vezes é necessário resolver problemas que inevitavelmente surgem entre os seres humanos pecadores. Mas um casamento saudável depende de um casal estar sempre aprendendo a resolver seus problemas de forma construtiva.

 

 

Autor: Tim Challies

Fonte: Challies

Tradução: Leonardo Dâmaso

Divulgação: Reformados 21

 

 

Reformados 21. Todos os direitos reservados. Você está autorizado a compartilhar os artigos deste site para republicações, desde que informe o autor, tradutor (quando houver) e as fontes principais e intermediárias, inclusive o Reformados 21. Não é permitido a alteração do conteúdo original e a utilização para fins comerciais.

Leonardo Dâmaso
Leonardo Dâmaso
Mineiro, de Divinópolis. Criador e editor-chefe do Reformados 21. Servo de Cristo, músico, compositor, teólogo, escritor, apologista, tradutor e blogueiro. Faço parte da JET - Junta de Educação Teológica do IRSE - Instituto Reformado Santo Evangelho.