30 de Outubro – Recebendo Alegria e Força

Share

Ainda há outro aspecto vital para o motivo da partida de Jesus. Ele disse: “Se eu não for, o Consolador não virá para vós outros; se, porém, eu for, eu o enviarei…” A partida de Jesus estava ligada ao Pentecostes. Não há Pentecostes sem ascensão. Como Rei dos reis que é, Jesus tem a mesma autoridade junto ao Pai para enviar o Espírito Santo de uma forma nova e poderosa à igreja. Jesus falou da necessidade de Sua partida para que o Espírito viesse. Aqui estava outra grande vantagem. Ele declarou: “Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo” (Atos 1:8).

Duas coisas notáveis ​​aconteceram aos discípulos depois que Jesus partiu. A primeira é que eles “voltaram para Jerusalém com grande alegria” (Lucas 24:52). Eles não estavam desanimados com a partida de Jesus. Obviamente, eles finalmente entenderam por que Ele estava partindo. Eles entenderam o que, na maior parte, a igreja desde então não tem conseguido entender. Vivemos como se não fosse melhor para Jesus partir.

A segunda mudança óbvia na vida dos discípulos estava na força espiritual deles. Após o Pentecostes, eles eram pessoas diferentes. Já não fugiram como ovelhas sem um pastor. Em vez disso, eles viraram o mundo de cabeça para baixo. Eles viraram o mundo de cabeça para baixo porque entenderam completamente duas coisas simples: o “onde” e o “motivo” da partida de Jesus.

Na presença de Deus

Alegria e força espiritual são dois dos benefícios do ministério do Espírito Santo. Deixe-o liberar esses benefícios em sua vida hoje.

Passagens para estudo adicional

Atos 4:31; 4:33; 4:29

Leonardo Dâmaso
Leonardo Dâmaso
Mineiro, de Divinópolis. Criador e editor-chefe do Reformados 21. Servo de Cristo, músico, compositor, teólogo, escritor, apologista, tradutor e blogueiro. Faço parte da JET - Junta de Educação Teológica do IRSE - Instituto Reformado Santo Evangelho.