5 de Outubro – Abraçando o Mundo

Share

Lutero declarou que um novo cristão deve se retirar do mundo por um tempo, mas, ao atingir a maturidade espiritual, ele deve abraçar o mundo como o teatro da atividade redentora. Sua mensagem era: “Longe dos covardes que fogem do mundo real e mantêm sua covardia com piedade”.

Talvez a maior necessidade do mundo hoje seja a necessidade de anunciar Jesus Cristo. A igreja deve tornar-se especialista em nisso, não no estilo slick Madison Avenue, mas de modo digno. O “mercado” é onde nós pertencemos. É onde as pessoas pobres são encontradas. Não é suficiente para a igreja pendurar um sinal de boas-vindas em sua porta. Não nos atrevemos a esperar que o mundo venha até nós.

Deus nunca desejou que a comunidade cristã fosse um gueto. A igreja não é uma reserva. Todavia, o estilo penetrante do evangelicalismo moderno é o de uma reserva ou um gueto. Podemos argumentar que é a agenda secularista que nos coloca e nos mantêm lá. Mas tais argumentos não vão adiantar. Estamos lá porque é seguro e confortável estar lá.

O secularista odeia a luz e está disposto a nos oferecer um alqueire para isso. É vergonhoso para nós quando compramos alqueires feitos sob medida e os colocamos de bom grado sobre nossas velas. Esconder a luz ou restringi-la a uma reserva é fazer violência ao evangelho e entristecer o Espírito Santo.

Na presença de Deus

Você está escondendo sua luz sob um alqueire feito sob medida? Reflita sobre a declaração de encerramento na leitura de hoje: “Esconder a luz ou restringi-la a uma reserva é fazer violência ao evangelho e entristecer o Espírito Santo”.

Passagens para estudo adicional

Mateus 5:14-16

Leonardo Dâmaso
Leonardo Dâmaso

Mineiro, de Divinópolis. Criador e editor-chefe do Reformados 21. Servo de Cristo, músico, compositor, teólogo, escritor, apologista, tradutor e blogueiro. Faço parte da JET – Junta de Educação Teológica do IRSE – Instituto Reformado Santo Evangelho.