27 de Setembro – Rejeitando o Dualismo

Share

A visão do diabo como mito é o soco de direita de Satanás. Se ele não acertar você, fique atento ao seu gancho de esquerda. O ataque à esquerda move a desinformação para o extremo oposto. Se Satanás não pode fazer você ignorá-lo, negando a própria existência dele, ele irá assustadoramente conduzi-lo a atribuir-lhe um poder muito maior do que ele realmente possui. Ele tentará persuadi-lo de que ele é praticamente igual a Deus.

O dualismo, como filosofia e religião, tem lutado com o cristianismo desde o início. O dualismo afirma que o universo é a área de preparação, a zona de combate para dois seres iguais e opostos que lutam eternamente. Satanás é falsamente descrito em termos de onisciência, onipresença e com poderes reais, não apenas como um falsificador milagres.

Ele recebe atributos pertencentes ao cristianismo ortodoxo, como os atributos incomunicáveis de Deus, e é atribuído a ele poder sobre a natureza e que compete com o Criador.

A Bíblia ensina que Satanás é um ser espiritual finito. Ele é temporal e criado. Em uma palavra, ele é uma criatura. Ele é mais poderoso do que nós, mas não é onipotente. Ele não é imutável, como Deus é. Na verdade, a mutabilidade de Satanás é profunda. Sua mutação mais óbvia é a queda dele. Ele foi criado como um anjo bom. Ele caiu de sua justiça original e agora é totalmente malévolo.

Na presença de Deus

Você está atribuindo poder a Satanás além do que a Bíblia indica que ele possui?

Passagens para estudo adicional

Lucas 10:19; Atos 26:17-18; 1 João 4:4

Leonardo Dâmaso
Leonardo Dâmaso
Mineiro, de Divinópolis. Criador e editor-chefe do Reformados 21. Servo de Cristo, músico, compositor, teólogo, escritor, apologista, tradutor e blogueiro. Faço parte da JET - Junta de Educação Teológica do IRSE - Instituto Reformado Santo Evangelho.