11 Crenças que Você Deve Saber Acerca dos Testemunhas de Jeová Quando Baterem em Sua Porta

Share

O presente artigo é uma visão geral sobre o que os Testemunhas de Jeová acreditam, juntamente com o que a Bíblia realmente ensina, impresso entre os muitos artigos e recursos na parte de trás da ESV Study Bible (publicado com permissão).

  1. O nome divino

Os Testemunhas de Jeová acreditam que o único nome verdadeiro de Deus – o nome pelo qual ele deve ser identificado – é Jeová.

Entretanto, biblicamente, Deus é identificado por muitos nomes, incluindo:

  • Deus (Hb. “Elohim”, Gênesis 1:1).
  • Deus Todo-Poderoso (Hb. “El Shadday”, Gênesis 17:1).
  • Senhor (Hb. “Adonay”, Salmo 8:1).
  • Senhor dos exércitos (Hb. “Yhwh tseba’ot”, 1 Samuel 1:3).

Nos tempos do NT, Jesus se referiu a Deus como “Pai” (no grego, Pater, Mateus 6:9), assim como os apóstolos (1 Coríntios 1:3).

  1. A Trindade

Os Testemunhas de Jeová acreditam que a Trindade é antibíblica porque a palavra não está na Bíblia, e porque a mesma ressalta que existe um só Deus.

Biblicamente, enquanto é verdade que existe apenas um Deus (Isaías 44:6; 45:18; 46: 9; João 5:44; 1 Coríntios 8:4; Tiago 2:19), também é verdade que três pessoas são chamadas de Deus na Escritura:

O Pai (1 Pedro 1:2), Jesus (João 20:28; Hebreus 1: 8) e o Espírito Santo (Atos 5: 3-4).

Cada um destes três possui os atributos da divindade, incluindo:

  • Onipresença (Salmo 139: 7, Jeremias 23: 23-24, Mateus 28:20).
  • Onisciência (Salmo 147: 5; João 16:30; 1 Cor 2: 10-11).
  • Onipotência (Jeremias 32:17, João 2: 1-11, Romanos 15:19).
  • Eternidade (Salmo 90: 2; Heb. 9:14; Apocalipse 22:13).

Além disso, cada um dos três está envolvido nas obras da divindade – como a criação do universo:

  • O Pai (Gênesis 1:1; Salmo 102: 25).
  • O Filho (João 1: 3; Colossenses 1:16; Hebreus 1:2).
  • O Espírito Santo (Gênesis 1:2; Jó 33:4; Salmo 104:30).

A Bíblia indica que existe uma unidade de três pessoas na divindade (Mateus 28:19, 2 Coríntios 13:14).

Assim, a base doutrinária para a Trindade é irrefutável.

  1. Jesus Cristo

Os Testemunhas de Jeová acreditam que Jesus foi criado por Jeová como o arcanjo Miguel antes que o mundo físico existisse, sendo assim, um deus menor, embora poderoso.

Contudo, biblicamente, Jesus é eternamente Deus (João 1: 1; 8:58, ver Êxodo 3:14) e tem exatamente a mesma natureza divina do Pai (João 5:18; 10:30; Hebreus 1:3).

Na verdade, uma comparação do AT com o NT equipara Jesus com Jeová (compare Isaías 43:11 com Tito 2:13, Isaías 44:24 com Colossenses 1:16, Isaías 6:1-5 com João 12:41).

O próprio Jesus criou os anjos (Colossenses 1:16, cf. João 1: 3, Hebreus 1:2, 10) e é adorado por eles (Hebreus 1:6).

  1. A encarnação

Os Testemunhas de Jeová acreditam que, quando Jesus nasceu na Terra, ele era um mero humano e não Deus em carne humana.

Isso viola o ensinamento bíblico de que, no Jesus encarnado, “toda a plenitude da divindade habita corporalmente” (Colossenses 2:9, cf. Filipenses 2:6-7).

A palavra “plenitude” (no grego, Pleroma) traz a ideia de totalidade. “Divindade” (no grego, Theotes ) refere-se à natureza, ao ser e aos atributos de Deus.

Portanto, o Jesus encarnado foi a totalidade da natureza do ser e dos atributos de Deus na forma corporal.

Na verdade, Jesus foi o Emanuel, ou o “Deus conosco” (Mateus 1:23, cf. Isaías 7:14, João 1:1, 14, 18; 10:30; 14: 9-10).

  1. Ressurreição

Os Testemunhas de Jeová acreditam que Jesus ressuscitou espiritualmente dentre os mortos, mas não fisicamente.

Todavia, biblicamente, o Jesus ressuscitado afirmou que ele não era apenas um espírito, mas tinha um corpo de carne e osso (Lucas 24:39, cf. João 2:19-21).

Ele se alimentou em diversas ocasiões, provando que ele tinha um corpo físico verdadeiro após a ressurreição (Lucas 24:30, 42-43; João 21:12-13).

Isso foi confirmado por seus seguidores que o tocaram fisicamente (Mateus 28:9, João 20:17).

  1. A segunda vinda

Os Testemunhas de Jeová acreditam que a segunda vinda foi um evento espiritual invisível que ocorreu no ano de 1914.

Não obstante, biblicamente, a segunda vinda, ainda futura, será física e visível (Atos 1:9-11, ver Tito 2:13), e acompanhada de manifestações cósmicas visíveis (Mateus 24:29-30). Todos o verão (Apocalipse 1:7).

  1. O Espírito Santo

Os Testemunhas de Jeová acreditam que o Espírito Santo é uma força impessoal de Deus e não uma pessoa distinta.

Com efeito, biblicamente, o Espírito Santo tem os três principais atributos da personalidade:

  • Uma mente (Romanos 8:27).
  • Emoções (Efésios 4:30; 1 Coríntios 12:11).

Além disso, os pronomes pessoais são usados ​​como referência a ele (Atos 13:2). E mais, ele faz coisas que apenas uma pessoa pode fazer, incluindo:

  • Ensinar (João 14:26)
  • Testemunhar (João 15:26)
  • Comissionar (Atos 13: 4).
  • Ordenar (Atos 8:29).
  • Interceder (Romanos 8:26).

Indubitavelmente, o Espírito Santo é a terceira pessoa da Trindade (Mateus 28:19).

  1. Salvação

Os Testemunhas de Jeová acreditam que a salvação requer fé em Cristo, a associação com a organização de Deus (isto é, a religião) e a obediência às suas regras.

No entanto, biblicamente, ver a obediência às regras como um requisito para a salvação anula o evangelho (Gálatas 2:16-21, Colossenses 2:20-23). A salvação baseia-se totalmente no favor imerecido de Deus (graça), não nos atos do crente.

As boas obras são o fruto ou o resultado, não a base da salvação (Efésios 2:8-10; Tito 3:4-8).

  1. Dois povos redimidos

Os Testemunhas de Jeová acreditam que há dois povos de Deus: (1) “A Classe Ungida” (144,000) viverá no céu e governará com Cristo; e (2) as “outras ovelhas” (todos os outros crentes) viverão para sempre em um paraíso na terra.

Ora, biblicamente, um destino celestial espera a todos os que creem em Cristo (João 14:1-3; 17:24; 2 Coríntios 5:1; Filipenses 3:20; Colossenses 1:5; 1 Tessalonicenses 4:17 ; Hebreus 3:1), e essas mesmas pessoas também habitarão na nova terra (2 Pedro 3:13; Apocalipse 21:1-4).

  1. Nenhuma alma imaterial

Os Testemunhas de Jeová não acreditam que os humanos possuem uma natureza imaterial. A “alma” é simplesmente a força vital dentro de uma pessoa. Na morte, essa força vital deixa o corpo.

Porém, biblicamente, a palavra “alma” é multifacetada. Um dos principais significados do termo é o eu imaterial do homem que conscientemente sobrevive à morte (Gênesis 35:18; Apocalipse 6:9-10). Os incrédulos estão em aflição consciente (Mateus 13:42; 25:41, 46; Lucas 16:22-24; Apocalipse 14:11), ao passo que os crentes estão conscientemente felizes no céu (1 Coríntios 2: 9; 2 Coríntios 5: 6-8, Filipenses 1: 21-23; Apocalipse 7:17; 21: 4).

  1. Inferno

Os Testemunhas de Jeová acreditam que o inferno não é um lugar de sofrimento eterno, mas sim, a sepultura comum da humanidade. Os ímpios são aniquilados – apagados da existência consciente para sempre.

Mas, biblicamente, o inferno é um lugar real de sofrimento consciente e eterno (Mateus 5:22; 25:41, 46; Judas 7; Apocalipse 14:11; 20:10,14).

 

 

Autor: Justin Taylor

Fonte: The Gospel Coaliton

Tradução: Leonardo Dâmaso

Divulgação: Reformados 21

 

 

Reformados 21. Todos os direitos reservados. Você está autorizado a compartilhar os artigos deste site para republicações, desde que informe o autor, tradutor (quando houver) e as fontes principais e intermediárias, inclusive o Reformados 21. Não é permitido a alteração do conteúdo original e a utilização para fins comerciais.

Leonardo Dâmaso
Leonardo Dâmaso

Mineiro, de Divinópolis. Criador e editor-chefe do Reformados 21. Servo de Cristo, músico, compositor, teólogo, escritor, apologista, tradutor e blogueiro. Faço parte da JET – Junta de Educação Teológica do IRSE – Instituto Reformado Santo Evangelho.