O Significado de “Kosmos” em João 3:16

Share

Pode parecer para alguns de nossos leitores que a exposição que demos de João 3:16 no capítulo sobre “Dificuldades e Objeções” é forçada e antinatural, porquanto que não parece fazer sentido a nossa definição do termo “mundo” e aparenta estar fora de harmonia com o significado e o alcance desta palavra em outras passagens, onde fornece uma definição de “mundo” como sendo o mundo dos crentes (os eleitos de Deus). Muitos diriam a nós: “Certamente, ‘mundo’ significa mundo, isto é, você, eu e todo mundo”. Em resposta, diríamos: Sabemos por experiência própria o quão difícil é pôr de lado as “tradições dos homens” e chegar a uma passagem que temos ouvido ser explanada de certa maneira por tantas vezes e estudá-la cuidadosamente por nós mesmos sem inclinações. No entanto, isso é essencial se quisermos entender a mente de Deus.

Muitas pessoas supõem que já conhecem o simples significado de João 3:16, e, portanto, eles concluem que nenhum estudo diligente é requerido delas para descobrir o ensino preciso deste verso. Desnecessário dizer que tal atitude impede a entrada de qualquer luz adicional que poderiam obter sobre a passagem. No entanto, se alguém pegar uma Concordância e ler cuidadosamente as várias passagens em que o termo “mundo” (como tradução de “kosmos”) ocorre, ele vai perceber rapidamente que verificar o significado preciso da palavra “mundo” em tais passagens não é tão fácil como é popularmente suposto. A palavra “kosmos”, e sua palavra equivalente em Português “mundo”, não é usada com um significado uniforme no Novo Testamento. Muito longe disso. Ele é utilizado em um grande número de maneiras diferentes. Abaixo, vamos nos referir a algumas poucas passagens onde este termo ocorre, sugerindo uma tentativa de definição em cada caso: 

1. “Kosmos” é usado para o Universo como um todo.

Atos 17:24: “O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra”.

2. “Kosmos” é usado para significar a Terra (João 13:1).

Efésios 1:4: “Ora, antes da festa da páscoa, sabendo Jesus que já era chegada a sua hora de passar deste mundo para o Pai, como havia amado os seus, que estavam no mundo, amou-os até o fim”. “Passar deste mundo” significa, deixar esta terra. “Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo”. Esta expressão significa: antes da terra ser fundada — Compare com Jó 38:4, etc. 

3. “Kosmos” é usado para o sistema do mundo.

João 12:31: “Agora é o juízo deste mundo; agora será expulso o príncipe deste mundo”. Compare com Mateus 4:8 e 1 João 5:19.

4. “Kosmos” é usado para toda a raça humana.

Romanos 3:19: “Ora, nós sabemos que tudo o que a lei diz, aos que estão debaixo da lei o diz, para que toda a boca esteja fechada e todo o mundo seja condenável diante de Deus”.

5. “Kosmos” é relativo à humanidade, menos aos crentes (Romanos 3:6).

João 15:18: “Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós, me odiou a mim”.

Os crentes não “odeiam” a Cristo, então “o mundo” aqui deve significar o mundo de descrentes em contraste com os crentes que amam a Cristo. “De maneira nenhuma; de outro modo, como julgará Deus o mundo?”. Aqui é outra passagem onde “o mundo” não pode significar “você, eu, e todo mundo”, pois os crentes não serão “julgados” por Deus — Veja João 5:24. De modo que, também aqui, só pode ser o mundo de descrentes que é.

6. “Kosmos” é usado para os gentios em contraste com os judeus. Romanos 11:12 etc: “E se a sua (Israel) queda é a riqueza do mundo, e a sua diminuição a riqueza dos gentios, quanto mais a sua (Israel) plenitude!”. Note como a primeira cláusula em destaque é definida pela última cláusula destacada. Aqui, mais uma vez, “o mundo” não pode significar toda a humanidade porque assim excluiria Israel!

7. “Kosmos” é usado somente para crentes (João 1:29; 3:16-17; 6:33; 12:47; 1 Coríntios 4:9; 2 Coríntios 5:19).

Deixamos nossos leitores se voltarem para estas passagens, pedindo-lhes que anotem, cuidadosamente, exatamente o que é dito e relacionado com “o mundo” em cada passagem.

Assim, será visto que “kosmos” tem pelo menos sete significados diferentes e claramente definidos no Novo Testamento. Pode-se perguntar: então Deus usou uma palavra assim para confundir e embaraçar aqueles que leem as Escrituras? Nós respondemos: Não! Nem escreveu Sua Palavra para pessoas preguiçosas que são demasiadamente lentas ou demasiadamente ocupadas com as coisas deste mundo, ou, como Marta, tão ocupadas em “servir”, eles não têm tempo e nem coração para “examinar” e “estudar” as Sagradas Escrituras! Deve ser perguntado depois: Mas o que um examinador das Escrituras faz para saber qual dos significados acima, sobre do termo “mundo”, é relativo às passagens dadas? A resposta é: Isto pode ser determinado por um estudo cuidadoso do contexto, notando diligentemente o que é pressuposto por “o mundo” em cada passagem e em intensa oração, consultando outras passagens paralelas àquela que está sendo estudada. 

O principal assunto de João 3:16 é Cristo como o Dom de Deus. A primeira cláusula nos diz pelo que Deus foi movido a “dar” Seu Filho unigênito, que foi Seu grande “amor”; a segunda cláusula nos informa para quem Deus “deu” Seu Filho, e foi para “todo aquele (ou, melhor, ‘cada um’) que crê”; enquanto a última cláusula faz conhecida o porquê Deus “deu” Seu Filho (Seu propósito), e que é, para que todo aquele que crê “não pereça, mas tenha a vida eterna”. Que “o mundo” em João 3:16 refere-se ao mundo dos crentes (os eleitos de Deus), e a contraposição ao “mundo dos ímpios” (2 Pedro 2:5) é estabelecido, inequivocamente estabelecido, através de uma comparação das outras passagens que falam do “amor” de Deus. “Deus prova o seu próprio amor para CONOSCO” — os santos, Romanos 5:8. “Porque o Senhor corrige a quem ama” — todo filho, Hebreus 12:6. “Nós o amamos porque ele NOS amou primeiro” — os crentes, 1 João 4:19. Deus se “compadece” dos ímpios (veja Mateus 18:33). Aos ingratos e maus, Deus é “benigno” (veja Lucas 6:35). Os vasos de ira, Deus suporta “com muita paciência” (ver Romanos 9:22). Mas “aos Seus”, Deus “ama”!

 

 

Autor: Arthur W. Pink

Trecho extraído do Livro “A Soberania de Deus” – Appendix III – The Meaning of “Kosmos” in John 3:16.

Tradução: Timóteo Werner

Fonte: O Estandarte de Cristo

Marcos Frade
Marcos Frade
Mineiro, de Belo Horizonte. Profissional de TI por paixão, estudante de Teologia por chamado. Criador e editor da página Suprema Graça, no Facebook. Atuo como editor e na área de manutenção no Reformados 21. Faço parte da JET - Junta de Educação Teológica do IRSE - Instituto Reformado Santo Evangelho.